Importa ser elegante com sobriedade, saber portar-se e ver a moda como uma exteriorização do interior. Deve a mulher não ser desleixada (como se só o interior importasse), mas também não ser obcecada por andar sempre na última moda sem critério algum. E, ao buscar a modéstia, não deixará de ser contemporânea.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Desafio: Pilates

Não gosto de atividade física. Fui bailarina por alguns anos. Já fiz musculação, já corri, mas realmente não é algo que me encanta. Faço exercícios, digamos, naturais: gerenciar a casa, cuidar dos pequenos, pegar as crianças no colo, e algum esforço mais bruto que me aventuro a fazer na estância ou no pátio, com os animais. Diariamente também passeio com a nossa cadela ovelheira. 

Minha coluna, todavia, está me exigindo uma atividade mais regular, acompanhada por um profissional, e feita com disciplina. Quero chegar também a uma idade mais madura inteira, né? Cuidar da saúde e da estética pro marido e pros filhos é muito bom para a mulher cristã.

"A vida e a saúde física são bens preciosos doados por Deus. Devemos cuidar delas com equilíbrio, levando em conta as necessidades alheias e o bem comum." (Catecismo da Igreja Católica, 2288) 
Meu marido e eu chegamos a estabelecer um plano de corridas e caminhadas, mas não deu muito certo por uma série de contratempos.



 
Assim, para que não tivéssemos desculpas, ele se matriculou em um dojô para aperfeiçoar sua defesa pessoal, como policial que é, mediante a prática do judô, e eu fui para o pilates.

Escolhi o pilates porque ajuda muito a tonificar a musculatura feminina, esculpindo o corpo, digamos assim, mas sem a chatice - pra mim - de puxar ferro em academia de musculação. 

Hoje foi o dia da minha avaliação física e semana que vem começo. Eis as fotos do meu primeiro dia depois que voltei do estúdio de pilates para a avaliação.



Vivendo de forma santa a Semana Santa




A Semana Santa deste ano quero viver santamente, como em todas as outras desde que me converti (e uma Sexta-feira Santa bem celebrada, com respeito às normas litúrgicas, em 2003, foi fundamental para afirmar minha conversão). Mais empenho na oração, desligando a TV, rádio e internet no Tríduo Pascal, exceto para acompanhar atividades religiosas, e ajudando na evangelização dos nossos filhos.

Um conselho de um manual de espiritualidade do movimento de que faço parte pode ajudar:

“Se você fala muito, fale muito com Cristo; se você se distrai muito, distraia-se com Cristo; se andas olhando por todos os lados, fixe o teu interior para descobrir a Cristo...” (Cristo ao centro, n. 1732).

Além disso, faremos aqui em casa o Ofício das Trevas, na madrugada de quarta para quinta. O texto dele no rito novo pode ser achado aqui, e no rito antigo aqui. Sempre usamos o novo aqui em casa, alternando latim e português, mas neste ano faremos com o rito antigo e convidaremos um casal amigo, padrinhos da Theresa. Algumas imagens desse ofício, que nada mais é do que as horas canônicas de Matinas e Laudes rezadas juntas e com um rito especial do apagar das velas do candelabro, podem ser achadas no Google.

Na terça, lemos a Paixão segundo São Marcos, e na quarta a Paixão segundo São Lucas, conforme antigo costume da Igreja (e previsto no calendário antigo).

Quinta é o dia da Missa da Ceia do Senhor, com o lava-pés e a Instituição da Eucaristia e do Sacerdócio, e da adoração ao Santíssimo, como Jesus mesmo pediu aos Apóstolos que fizessem no Getsêmani.

Sexta, dia de abstinência e também de jejum, é um dia forte de penitência, com a Solene Ação Litúrgica da Paixão e Adoração da Santa Cruz.

O sábado é dedicado ao silêncio e na noite já será Páscoa, com a Solene Vigília Pascal.

Enfim, Domingo de Páscoa da Ressurreição do Senhor pede Missa especial e um banquete com cordeiro.

Abaixo algumas fotos das imagens cobertas, costume muito antigo da Igreja, durante as últimas semanas da Quaresma, e de momentos meus de oração com a cabeça coberta diante do Senhor, como manda São Paulo, Apóstolo.





terça-feira, 15 de abril de 2014

Look do dia: jaqueta de couro amarela, camisa azul, e skinny

Hoje tive que ir ao médico. Mudanças de temperaturas bruscas na fronteira com o Uruguai me fazem sempre me atacar da rinite e causam uma indisposição terrível no meu corpo, pelo que pelo orações.

Escolhi um look bem básico para essa empreitada e que me ajuda a cumprir minhas tarefas domésticas e ir até o consultório, ainda que abalada fisicamente, sem perder o estilo.

Jaqueta de couro amarela, camisa azul, e skinny. Óculos Vogue.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...